São José do Rio Claro (MT), 13 de julho de 2020 - 20:36

? ºC São José do Rio Claro - MT

São José do Rio Claro

Mega Noticias 06/05/2020 17:06

DENGUE: Nos últimos dias, 54 pacientes foram confirmados com a doença em São José do Rio Claro.

Como se não bastasse todo o enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19), o município de São José do Rio Claro também tem se preocupado muito com o surgimento de casos de dengue na cidade.

Neste momento o município conta com 71 casos confirmados, sendo 54 casos só nos últimos 2 meses.

A população deve ter cuidado redobrado neste momento adotando medidas preventivas relacionadas à Dengue, Zika e Chikungunya, doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Lilian Tavares, neste momento tão difícil é muito importante manter a saúde de todos e evitar que o crescimento dos casos de dengue agrave ainda mais a situação. “Todos já sabem o que devem fazer para evitar que o Aedes Egypti se crie e, estando em casa, fica até mais fácil cada um fazer a sua parte no combate à Dengue”, afirma.

Mesmo durante a pandemia de Coronavírus, o serviço de controle de vetores continua acontecendo, sendo realizado pelo setor de Endemias. Uma equipe está realizando um trabalho de porta a porta, (adotando todas as medidas exigidas também para o combate ao Novo Coronavírus)  para orientar e fiscalizar as residências sobre possíveis locais de proliferação do mosquito.

Por isso os moradores devem ficar atentos à visita dos agentes de endemias e permitir a vistoria. A equipe foi orientada para manter as medidas de saúde e higiene necessárias para evitar qualquer tipo de contaminação.

 COMBATE AO CORONAVÍRUS:

Com o foco no combate a dengue, a barreira sanitária de monitoramento que estava instalada na MT-010 na entrada da cidade, foi encerrada temporariamente no ultimo dia 30, conforme cronograma da secretaria.

“Quanto ao coronavírus, o trabalho de monitoramento continua sendo feito no município.  Agora com feed back da família com suas unidades de saúde” disse a secretária.

Segundo Lilian, para manter a barreira de monitoramento, é necessário um Enfermeiro e um Técnico. E a necessidade dos profissionais estar na unidade de saúde por conta do surto de dengue, inviabiliza a disponibilidade para barreira.

“A barreira é de monitoramento, ela não impede a entrada de pessoas no município. A secretaria está estudando uma maneira de atendimento com a barreira de monitoramento, sem prejuízos ao atendimento das unidades de saúde” pontuou a secretária.

Para este enfrentamento, a secretária nos informou ainda, que o município conta hoje com Monitores cardíacos, 200 Testes Rápido para detectar a doença com mais agilidade e 4 aparelhos respiradores.

 


Mega Notícias

Mega Notícias tem como objetivo primeiro o de Informar com ética, isenção e profissionalismo tudo o que acontece.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo